quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Duas soluções.



Vou escolher a segunda. Depois da minha escolha, passará a existir apenas um caminho, mas apenas a mim dirá respeito. Um dia , pareceu-me mais que acertado escolher o tempo, alimentando o secreto desejo de que ele pudesse trazer uma mudança, ao invés de uma revelação. Não trouxe mudanças, talvez nem uma verdadeira revelação... mas antes a inevitável aceitação de que, não é suposto acontecer. Nunca foi. Até os sentimentos. Vou ignorar o facto de que estes se podem fingir. Vou apenas pensar que não era suposto acontecer. Vou apenas pensar que não era suposto acontecermos. **

8 comentários:

Partilhamos um café?