segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Falta algo!

Ele tem um Audi (daqueles descapotáveis, coisa fina) que lhe foi oferecido pelo pai e outro carro, um último modelo de uma marca qualquer (cujo valor de compra devia dar para um T1). Ele tem um telemóvel topo de gama. Ele viajou, conheceu não sei quantos países (e deles só se lembra das bebidas e das mulheres). Ele tem uma mota, mas pondera comprar outra. Estas informações chegaram a título gratuito, quando ele abriu a boca e tentou estabelecer um diálogo. Pois que eu não percebo nada de carros, de motas, e a alta tecnologia não me fascina. Muito menos me fascina a importância elevada que dá a tudo isso e a pouca cultura (ou inteligência) que me pareceu ter (correndo sempre o risco de estar errada, claro...). O diálogo passou a monólogo. E curto! Do tanto que disse ter, fiquei com a sensação de que lhe falta tudo.  

14 comentários:

  1. Respostas
    1. Nop. nem piada tinha o rapaz!! :P

      Eliminar
    2. Mas segundo as estatísticas, 90% do mulherio gosta deste tipo de gajo...porque será? :P

      Eliminar
  2. Um exemplo da velha questão: ter ou ser?

    ResponderEliminar
  3. Falta-lhe sobretudo modéstia... não?!

    ResponderEliminar
  4. Eu quero acreditar que essa gentinha cheia dele (€€€) é muito triste...
    Pois têm tudo e não dão valor a nada!
    Eu conheço casos assim!!! VAZIOS, cheios de objectos e coisas materiais que os rodeiam... SOLITÁRIOS, no meio de tantos amigos... amigos? ARROGANTES, no meio daquilo tudo, sempre que encontram alguém normal, julgam que cativam o interesse ou a atenção de alguém devido à ostentação...
    Enfim... uns morrem outros ficam assim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi mesmo isso que aconteceu... Tudo o quer achou ter a seu favor, apenas contribuiu para que o pouco interesse passasse a nenhum interesse!

      Eliminar
  5. Eu sei disso Margarida... eu sei disso!

    Beijinho

    ResponderEliminar

Partilhamos um café?