segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

E de momento, é só isto.

Não sou pessoa de balanços, pelo que, prefiro olhar em frente e acreditar que 2014 vai ser um ano muito bom!!
Bom ano!!

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

A casa ainda não está cheia.

Mas falta pouco. Muito pouco! A melhor prenda deste Natal será essa mesmo... casa cheia! Todos por perto, não à distância de um telefonema (e de um aperto no peito), mas antes à distância de uns quantos passos (e de um abraço apertado!)!

(imagem retirada da internet)

A todos um Feliz Natal!

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Há dias difíceis.

Dias em que, por motivos de força maior, nos vemos obrigados a passar por experiências menos boas, só para ter a certeza de que tudo está bem... e que, não estando, se sabe qual o caminho que é necessário seguir. Pensa-se que acontece apenas às outras pessoas, esquece-se que somos tão frágeis, tão susceptíveis quanto os demais. Quando se percebe que não se é assim tão superior, tende-se a guardar para nós o quão frágil, na verdade, se é. De igual forma, se esconde o medo que se sente perante uma possibilidade com a qual, a verificar-se, não se saberá lidar. Nesses dias, um abraço acalma, um beijo atenua, um ombro descansa... Quando a distância impede qualquer um deles, esses dias difíceis teimam em passar vagarosamente, em ser mais pesados, mais agressivos. São promessas adiadas, cujo anseio evidente suporta a lentidão de um tempo que se quer rápido.

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

E que tal um calendário com gajas nuas?!!

Nahhh... Que seja um calendário com os 12 padres mais atraentes do Vaticano!! 
Parece que não é novidade mas, por cá, ainda não tinha sido notícia. De qualquer forma, o calendário de 2014 já se encontra disponível. 

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Fico chateada.

Acho que há coisas que não se fazem. Colocar fotos de farturas, bolos e afins (daquelas coisinhas que não se devem comer, mas que apetecem mesmo!) no Facebook, à hora do lanche, é uma delas. Embora seja mais de salgados, que de doces... Tenho fome... e vontade de comer! Tudo junto! Enfim, pondero seriamente bloquear esta gente!!

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Percebo a confiança que têm em mim quando...

.. se comenta a notícia de que perto de casa ocorreu um atropelamento, seguido da fuga do condutor, e a minha mãe diz: - " Tinhas acabado de sair de casa, até fiquei assustada!!" (Sim, saí de carro.)

Enquanto o autocarro não chega...

 
Uma olhadela em volta a ver se ninguém está a observar... E vamos lá curtir aqui o som! Não há cá bate pé, apenas... a coisa é para ser levada a sério!

Da distância.

Existem distâncias opcionais, oferecidas pela vontade. Existem distâncias que nos são impostas, pelas circunstâncias. Quanto a estas, nesse espaço que vai daqui a ali, vamos aprendendo a lidar com a ausência de quem, em palavras rápidas, se confessa chateado, se confessa cansado, se confessa bem, se confessa feliz. Confessa saudade. Vamos mitigando a ideia dos quilómetros que se impõem, numa tentativa de nos abstrairmos da passagem do tempo, na certeza de que nos veremos, um dia. Naquele dia. A data está marcada. Até lá, é como se a distância fosse diminuindo todos os dias, um pouco.

domingo, 1 de dezembro de 2013

E hoje...

"Com um olhar que desarma, o tempo ficou suspenso. A racionalidade derrotada, perante um impulso tão genuíno quanto as presenças, de cada um de nós, ali. Dois corpos vencidos perante o insondável trilho dos acontecimentos. E hoje, sem arrependimentos."

(imagem retirada da internet)