terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Um questão de prioridades. Ou de humor. Ou de romantismo.


Reconheço que era capaz de colocar as coisas desta forma....! Não abdico do humor, seja na relação com a família, com os amigos ou com namorado. E também ando sempre com fome, é verdade...
Por outro lado, sempre me considerei uma pessoa romântica. Sempre tentei ser o mais original possível nos momentos mais e menos esperados. Gosto de surpresas. Gosto de supreender, tal como gosto de ser surpreendida. Gosto da atenção aos pequenos pormenores e creio que isso pode fazer toda a diferença. Sentirmo-nos importantes, relevantes para alguém e sentirmos que esse alguem está atento a nós, de facto, não sendo apenas um corpo presente. Pode fazer toda a diferença. Rectifico, faz toda a diferença.
 
 

18 comentários:

  1. Amor com humor será sempre é a fórmula vencedora. E sofro do mesmo mal: estômago com limite de capacidade desconhecido.

    ResponderEliminar
  2. Adoro pessoas com sentido de humor, faz toda a diferença nas mais diversas áreas desta vida. E o Amor não tem de ser sempre sério, embora seja um caso sério :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. CM, é um caso sério, mas encaremos as situações da melhor forma possível! Manter o humor é, para mim, um bom caminho! :) Principalmente quando ao nosso lado está alguém como nós... ou ainda pior (no bom sentido, claro!)!

      Eliminar
  3. Está tão... cutchi cutchi a bd :)

    ResponderEliminar
  4. E eu concordo com tudo o que dizes...e o humor deve fazer parte de uma relação...sem qualquer dúvida...!!!!
    No meu cantinho estamos em festa, com sorteio e novidades. Convido-te a dar lá um saltinho!!!
    Beijinhos
    Maria




    ResponderEliminar
  5. Adoro esse sentido de humor!! Heheheheh*

    ResponderEliminar
  6. Humor aliado ao romantismo = win win situation :)

    ResponderEliminar
  7. O humor terá sempre de fazer parte da felicidade.

    ResponderEliminar

Partilhamos um café?